acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Aker e Repsol Sinopec assinam contrato para sistemas de perfuração

04/07/2013 | 11h26

 

A Managed Pressure Operations (MPO), subsidiária da Aker Solutions, fornecerá sistemas de perfuração com pressão gerenciada (Managed Pressure Drilling - MPD) e serviços de tratamento do gás no riser para a Repsol Sinopec Brazil. Segundo nota divulgada pelas empresas nesta qinta-feira (4), o valor do negócio é confidencial.
O contrato de três anos apresenta a opção de um adicional de dois anos de serviços. A Repsol utilizará o equipamento em uma operação em águas ultraprofundas na Bacia de Campos.
“Este contrato demonstrará a capacidade única de nosso sistema de segurança para tratamento de gás no riser e apresentará a primeira aplicação em águas profundas de nosso dispositivo de perfuração de riser em um sistema MPD offshore abaixo do tensionador,” disse Charles Orbell, diretor da Managed Pressured Operations (MPO), que é parte do negócio de tecnologias de perfuração da Aker Solutions.
O sistema de tratamento de gás no riser ajuda a controlar os fluidos do poço durante a perfuração de óleo e gás no mar. Ele detecta um influxo de gás em um riser de perfuração e desvia o gás para evitar um blowout, que é o fluxo descontrolado de fluido da formação para o poço.
A tecnologia MPD melhora o desempenho e a segurança da perfuração. O dispositivo de perfuração de riser veda a área ao redor do tubo de perfuração durante as operações de perfuração. Integrar um dispositivo de perfuração do riser com um sistema de tratamento de gás no riser permite as operações de perfuração MPD.
Em fevereiro de 2013 a Aker Solutions adquiriu a Managed Pressure Operations International, que fornece conhecimento e tecnologias dentro do emergente segmento de perfuração com pressão gerenciada. A MPD é usada para melhorar a segurança e a eficiência durante operações de perfuração, permitir acesso a novos campos com condições desafiadoras de perfuração e aumentar a vida útil de campos maduros.
A entrada do pedido está marcada para o segundo trimestre de 2013.

A Managed Pressure Operations (MPO), subsidiária da Aker Solutions, fornecerá sistemas de perfuração com pressão gerenciada (Managed Pressure Drilling - MPD) e serviços de tratamento do gás no riser para a Repsol Sinopec Brazil. Segundo nota divulgada pelas empresas nesta qinta-feira (4), o valor do negócio é confidencial.


O contrato de três anos apresenta a opção de um adicional de dois anos de serviços. A Repsol utilizará o equipamento em uma operação em águas ultraprofundas na Bacia de Campos.


“Este contrato demonstrará a capacidade única de nosso sistema de segurança para tratamento de gás no riser e apresentará a primeira aplicação em águas profundas de nosso dispositivo de perfuração de riser em um sistema MPD offshore abaixo do tensionador,” disse Charles Orbell, diretor da Managed Pressured Operations (MPO), que é parte do negócio de tecnologias de perfuração da Aker Solutions.


O sistema de tratamento de gás no riser ajuda a controlar os fluidos do poço durante a perfuração de óleo e gás no mar. Ele detecta um influxo de gás em um riser de perfuração e desvia o gás para evitar um blowout, que é o fluxo descontrolado de fluido da formação para o poço.


A tecnologia MPD melhora o desempenho e a segurança da perfuração. O dispositivo de perfuração de riser veda a área ao redor do tubo de perfuração durante as operações de perfuração. Integrar um dispositivo de perfuração do riser com um sistema de tratamento de gás no riser permite as operações de perfuração MPD.


Em fevereiro de 2013 a Aker Solutions adquiriu a Managed Pressure Operations International, que fornece conhecimento e tecnologias dentro do emergente segmento de perfuração com pressão gerenciada. A MPD é usada para melhorar a segurança e a eficiência durante operações de perfuração, permitir acesso a novos campos com condições desafiadoras de perfuração e aumentar a vida útil de campos maduros.


A entrada do pedido está marcada para o segundo trimestre de 2013.



Fonte: Revista TN Petróleo, Redação com Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar