acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
PNG 2015-2019

Ajustes no Plano de Negócios e Gestão 2015-2019

12/01/2016 | 11h24
Ajustes no Plano de Negócios e Gestão 2015-2019
Agência Petrobras Agência Petrobras

A Petrobras informa que seu Conselho de Administração (CA) aprovou ajustes no Plano de Negócios e Gestão 2015-2019 (PNG 2015-2019).

Estes ajustes visam a preservar os objetivos fundamentais de desalavancagem e geração de valor para os acionistas, estabelecidos no PNG 2015-2019, à luz dos novos patamares de preço do petróleo e taxa de câmbio.

O novo preço do petróleo Brent e a taxa de câmbio utilizados como premissas para as projeções de investimentos e custos foram:

Brent Médio (US$/barril)

 

Taxa Média de Câmbio Nominal (R$/US$)

 

A partir dessas novas premissas, os valores dos investimentos para 2015 e 2016 também foram revisados, mantendo a prioridade dos projetos de exploração e produção (E&P) de petróleo no Brasil, com ênfase no pré-sal.

Investimentos (US$ bilhões)


Quanto aos gastos operacionais gerenciáveis, a realização prevista para 2015 permanece em US$ 29 bilhões e a programação para 2016 está sendo revista no âmbito do detalhamento do orçamento anual em curso.

Gastos Operacionais Gerenciáveis (Custos e despesas totais, excluindo-se a aquisição de matérias-primas - US$ bilhões)


Os desinvestimentos para o biênio 2015-2016 foram mantidos em US$ 15,1 bilhões, tendo atingido o montante de US$ 0,7 bilhão em 2015.

Essa revisão dos anos de 2015 e 2016 levou a uma reavaliação do portfólio de projetos da Companhia para os 5 anos do PNG 2015-2019 e um consequente ajuste na carteira global de investimentos, conforme abaixo.

Investimentos 2015-2019 (em US$ bilhões)

* Inclui o investimento no exterior (US$ 4,9 bilhões)
** Inclui a BR Distribuidora
*** Engenharia, Tecnologia e Materiais; Financeira; Corporativa e de Serviços; Governança, Risco e Conformidade; e Presidência

 

Esse novo valor de investimento do PNG 2015-2019, de US$ 98,4 bilhões, representa uma redução de US$ 32 bilhões em relação ao valor inicialmente previsto (US$ 130,3 bilhões), e é decorrente da otimização do portfolio de projetos (-US$ 21,2 bilhões) e do efeito cambial (-US$ 10,7 bilhões). 

Esses ajustes na carteira de investimentos resultaram em uma redução da projeção de produção de petróleo no Brasil de 2,185 milhões de barris por dia (bpd) em 2016 para 2,145 milhões de bpd e de 2,8 milhões de bpd em 2020 para 2,7 milhões de bpd.

Produção média de petróleo no Brasil (milhões bpd)

 

A produção média de petróleo da Petrobras no Brasil em 2015 foi de 2,128 milhões barris por dia (bpd), volume 0,15% superior à meta estabelecida de 2,125 milhões bpd e 4,6% acima da produção realizada em 2014 (2,034 milhões bpd). Este resultado representa o recorde anual histórico de produção de óleo da Companhia, superando o recorde alcançado em 2014.

A Petrobras vem trabalhando no aprimoramento contínuo do seu Plano de Negócios e Gestão e na rápida adaptação às mudanças em seu ambiente de negócios, preservando seu compromisso de atuar com disciplina de capital e rentabilidade.

Por fim, ressaltamos ainda que a Companhia está sujeita a diversos fatores de risco que podem impactar suas projeções, tais como:

• Mudanças de variáveis de mercado, como preço do petróleo e taxa de câmbio;

• Operações de desinvestimentos e outras reestruturações de negócios, sujeitas às condições de mercado vigentes à época das transações;

• Alcance das metas de produção de petróleo e gás natural, em um cenário de dificuldades com fornecedores no Brasil.



Fonte: Agência Petrobras
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar