acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
P-55

Ainda não houve um pronunciamento oficial, afirma o presidente do Conselho de Administração do EA

09/11/2007 | 00h00
O presidente do Conselho de Administração do Estaleiro Atlântico Sul, Carlos Reynaldo Camerato, concedeu entrevista coletiva por conference call nesta sexta-feira (9), para falar sobre a notícia veiculada ontem sobre a possível vitória do Estaleiro na licitação realizada pela Petrobras para a construção da plataforma P-55.

“Não recebemos nenhum comunicado da Petrobras. Ainda não houve um pronunciamento oficial”, afirmou Camerato.

Destinada ao campo de Roncador, na Bacia de Campos, a P-55 terá capacidade de 180 mil barris/dia.

“Confirmada a notícia, nosso efetivo vai ser antecipado para 2008, 2009, na ordem de 600 homens a partir do segundo semestre de 2008. Mas estaremos ainda dentro da capacidade do Estaleiro”, explicou. “Temos uma capacidade de 100 mil toneladas ano e vai aumentar uns 70, 75% da capacidade do Estaleiro. Mas teremos ainda capacidade ociosa para outras encomendas. A P-55 representa um processamento de aço de 25 mil toneladas, o equivalente a um casco de um Suezmax”, comparou.

Segundo Camerato, o prazo de construção do casco é de três anos, 36 meses a partir da assinatura do contrato e o investimento será de pouco menos que US$ 400 milhões.

“Nós tínhamos a expectativa de que isso aconteceria ainda nesse ano. Mas isso depende ainda de uma homologação em reunião de diretoria da Petrobras”, comentou.

Fonte: Da redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar