acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Mercado

AIE confirma impacto da crise do Egito nos preços do petróleo

10/02/2011 | 11h35
A crise no Egito teve um forte impacto nos preços do petróleo no final de janeiro, e o Brent alcançou os US$ 100 por barril por medo de que o transporte pelo Canal de Suez seja afetado, constatou nesta quinta-feira a Agência Internacional de Energia (AIE).


Embora a pressão sobre os preços do petróleo tenha diminuído desde então, a AIE lembrou que os de futuro do Brent seguem ao redor dos US$ 100 e os do WTI alcançam os US$ 87,2 por barril.


No entanto, a agência revisou para cima suas previsões para o conjunto de 2011, ano no qual espera que os preços se situem ao redor dos US$ 90, cerca de US$ 9 a mais do que havia previsto em seus relatórios anteriores.


A AIE afirma que, antes da crise no Egito, havia sido detectada uma pressão sobre as tarifas devido ao aumento da demanda procedente da China, mas estima que os próprios produtores excluem que os altos níveis de preços se mantenham em 2011.


Concretamente, cita declarações do ministro do Petróleo da Arábia Saudita, Ali al-Naimi, no dia 24 de janeiro, quando considerou que o nível deste ano estaria melhor entre os US$ 70 e US$ 80 por barril.


Isto sugere, segundo a AIE, que "os produtores não consideram sustentáveis as recentes altas" do petróleo.


Em seu relatório mensal sobre o mercado mundial do petróleo, a AIE confirma que a demanda do produto em 2010 subiu mais que o previsto, até alcançar um total de 87,8 milhões de barris diários, cerca de 400 mil a mais que o indicado em dezembro.


A demanda mundial em 2010 cresceu em 2,8 milhões de barris diários, informou a AIE.


Fonte: Redação/ Agências
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar