acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Internacional

Aggreko fornecerá 122MW de energia elétrica à África

19/03/2013 | 21h19

A Aggreko acaba de assinar acordos tripartidos de energia (Tri-Party Power Purchase Agreements- TPPA) com a Electricidade de Moçambique (EDM), e com a Nampower, companhias elétricas responsáveis respectivamente pelo abastecimento de Moçambique e da Namíbia. No total serão fornecidos 122 MW de energia gerada diretamente a partir da central movida a gás natural, da Aggreko, localizada em Parque Gigawatt, em Ressano Garcia, Moçambique.




O acordo vem na sequência da autorização da EDM para o fornecimento de energia principal disponibilizada pela Aggreko à NamPower. A capacidade total instalada (122 MW) será dividida entre as duas empresas públicas, ficando a EDM com 32 MW e a NamPower, com 90 MW, atendendo às  necessidades específicas de cada país.




A Aggreko instalou sua central em Ressano Garcia, em 2012, como parte de um projeto ambicioso que transformou a empresa no primeiro fornecedor transfronteiriço de energia para o Grupo de Energia da África Austral (Southern African Power Pool - SAPP). Na primeira fase do projeto, o fornecimento de energia foi iniciado em julho de 2012. A Aggreko, em parceira com a Shanduka, forneceu energia à EDM, atendendo às suas necesidades para o abastecimento de Moçambique e também para a empresa pública sul-africana ESKOM.




O sucesso desse projeto inicial, que atualmente disponibiliza um total de 110 MW de energia para as duas companhias públicas, permitiu à Aggreko fornecer energia adicional a outros membros do SAPP – uma das maiores redes interligadas no mundo, que conecta redes de energia de nove países da África Austral.



A combinação da grande expertise técnica da Aggreko e sua frota global de geração de energia a gás tem contribuído para atender à crescente demanda de energia na África Austral. Utilizando a execpcional infra-estrutura de transmissão regional, a Aggreko será capaz de fornecer energia gerada em Moçambique à Namíbia, localizada a mais de 1.500 km de distância, bem como localmente, para a EDM.



A EDM e a Eskom vão desempenhar um papel fundamental no fornecimento de energia à Namíbia. A EDM irá transmitir a energia através da sua rede até a fronteira com a África do Sul, a partir de onde a NamPower tomará esse importante recurso através da rede da Eskom.




A nova central elétrica de 122 MW está prevista para entrar em operação no segundo trimestre de 2013 e fornecerá energia por um mínimo de dois anos. O gás natural para o projeto será fornecido pela Matola Gas Company SA, através de sua infraestrutura disponível em Ressano Garcia. A Aggreko gerará energia por meio de um acordo de subconcessão com a Gigawatt Moçambique SA. O valor total do projeto poderá exceder US$ 200 milhões, incluindo os custos de combustível.



"Esse novo projeto vai transformar Ressano Garcia em uma das maiores fontes de geração de energia transfronteiriça do mundo, com mais de 232 MW. O projeto mostra o imenso potencial do Southern African Power Pool de se tornar um condutor real de cooperação e desenvolvimento entre os países da África Austral. A colaboração das três empresas públicas de fornecimento de energia, com vista a satisfazer as suas necessidades nacionais, é testemunho dos benefícios de um trabalho conjunto para o bem-estar comum”, destacou Rupert Soames, CEO global da Aggreko.



"Essa iniciativa inovadora para garantir um fornecimento eficaz de energia para a população da Namíbia é um grande exemplo do espírito de cooperação da África Austral. Esse projeto único contribuirá para o fornecimento confiável de energia à Namíbia e aos contínuos esforços de desenvolvimento do país”, disse Paulinus Shilamba, diretor-geral da NamPower.



"Na sequência do primeiro projeto viabilizado pela EDM, como o fornecedor público de energia elétrica de Moçambique, damos as boas vindas à nova central elétrica da Aggreko em Ressano Garcia, que vai apoiar a EDM e seus parceiros no SAPP a reduzir os déficts de energia até a implementação permanente dos nossos projetos de geração em Moçambique”, lembrou Augusto Sousa Fernando, CEO da EDM.



Fonte: Redação TN
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar