acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Class Action

Ação coletiva contra a Petrobras tem Graça, Gabrielli e PwC como réus

31/03/2015 | 11h40
Ação coletiva contra a Petrobras tem Graça, Gabrielli e PwC como réus
Deposit Photos Deposit Photos

O escritório de advocacia americano Pomerantz registrou ontem (30) na Corte do Distrito Sul de Nova York uma ação coletiva contra a Petrobras nos EUA, em nome de acionistas que compraram recibos de ações da empresa negociados em Nova York entre 22 de janeiro de 2010 e 19 de março de 2015. O escritório representa o maior fundo de pensão da Grã-Bretanha, o Universities Superannuation Scheme (USS), investidor que lidera a ação. A alegação é de que a Petrobras e seus executivos lubridiaram os investidores ao divulgarem informações financeiras incorretas ao mercado.

Dentre os quinze executivos da Petrobras e de suas subsidiárias no exterior que são citados como réus, estão os ex-presidentes da estatal Graça Foster e José Sérgio Gabrielli, além do ex-diretor financeiro Almir Barbassa, que deixou o cargo neste ano. Também é acusada a PricewaterhouseCoopers (PwC), empresa responsável pela auditoria das contas da empresa. Outros 12 executivos também estão sendo processados, a maioria deles ocupando cargos nas subsidiárias internacionais, a Petrobras International Finance Company (PifCo) e a Petrobras Global Finance (PGF), localizadas respectivamente na Holanda e em Luxemburgo.



Fonte: Redação TN Petróleo
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar