acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Indústria do plástico

ABIPLAST indica retomada para o setor de transformados plásticos

05/04/2017 | 08h02
ABIPLAST indica retomada para o setor de transformados plásticos
Divulgação Divulgação

A expectativa geral da Indústria de transformados plásticos para este ano é positiva segundo o Índice de Confiança do Empresário Industrial, medido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e divulgado pela ABIPLAST (Associação Brasileira da Indústria do Plástico) na FEIPLASTIC 2017 – Feira Internacional do Plástico. A ABIPLAST também projeta alguns bons resultados, já para o próximo trimestre, em pesquisa feita diretamente com os associados, como aumentos na produção e nas vendas do setor, além de queda nos estoques de produtos finais. Por outro lado, os associados esperam retração nos investimentos, aumento nos custos de matérias-primas e não alimentam expectativas quanto a contratação de mão-de-obra.

Essas informações fazem parte da prévia do PERFIL 2016: Panorama da indústria de transformados plásticos, que a ABIPLAST produz todos os anos para ser distribuído aos associados. A apresentação dos números foi feita durante a FEIPLASTIC, que está acontecendo no Expo Center Norte, em São Paulo. O analista econômico da ABIPLAST, Marcos Ferreira do Nascimento, mostrou de um modo geral que o setor vem se recuperando lentamente depois de pelo menos dois anos seguidos de crise na economia. De acordo com Nascimento, o PERFIL 2016 completo estará disponível no próximo mês.

Pela análise feita pela ABIPLAST, considerando uma possível recuperação do PIB Brasileiro de 2017 a 2018 em torno de 1,5% a 3% ao ano, a demanda brasileira por transformados plásticos atingirá os patamares observados em 2012/13, auge do setor dos últimos dez anos, apenas em 2023. O consumo aparente de transformados plásticos atingiu naqueles anos 7,7 milhões de toneladas. No ano passado, esse número fechou em 6,1 milhões de toneladas.

O faturamento do setor atualmente é de R$ 64,5 bilhões, gera 313.062 empregos e possui 11.459 empresas. Ainda segundo os dados do PERFIL, 94% das empresas transformadoras de plástico são de micro e de pequeno porte. O emprego está concentrado nas médias empresas, enquanto a maior parte do faturamento do valor adicionado está concentrada nas grades empresas do setor.

Outro dado positivo levantado pela ABIPLAST é o crescimento de novas empresas recicladoras de plástico, que mantém um ritmo de 10,5% ao ano desde 2007. Naquele ano o número de empresas era de 481, saltando para 1.080 em 2015.

No ranking dos principais setores da atividade economia que mais consomem plástico, a construção civil lidera ocupando 25,7% do total, seguido por alimentos, 19%, automóveis e autopeças, 12,1%, máquinas e equipamentos, 7,3% entre outros.



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar