acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Evento

ABEEólica participa de feira e conferência no Mexico

28/01/2013 | 15h14

 

A Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica), instituição que congrega e representa o setor de energia eólica no país, estará presente na Mexico WindPower 2013. A mais importante feira e conferência de energia eólica no país acontece nos dias 30 e 31 de janeiro, no Centro Banamex, Cidade do México, e é organizada pelo Conselho Global de Energia Eólica (Global Wind Energy Council - GWEC) e a Associação Mexicana de Energia Eólica (Asociación Mexicana de Energía Eólica - A.C.).
O evento é composto por uma feira com 5.000m² de área, onde serão expostos produtos e serviços direcionados para a indústria de energia eólica. Simultaneamente à feira são organizados fóruns de debates com a participação de experts nacionais e internacionais, que desenvolveram soluções e tecnologias bem-sucedidas na utilização dessa fonte de energia.
No primeiro dia de evento, 30 de janeiro, a presidente executiva da ABEEólica, Elbia Melo, participará de um painel sobre a criação de políticas para o crescimento sustentável do setor, que será mediado pelo secretário geral do GWEC, Steve Sawyer. "Entre os poucos países no mundo que vêm apresentando crescimento nos investimentos em energias renováveis, o México se destacou no ano passado. As discussões da conferência surgem em um momento importante para os países em desenvolvimento, que mantém ou estão aumentando os investimentos, principalmente em energia eólica. O México entra agora para a lista na qual já estavam presentes a China, Índia, Brasil e África do Sul. Levar a experiência do Brasil e ouvir os demais países nesse evento é muito importante para o setor eólico brasileiro”, destaca Elbia Melo.
Além desse painel, o primeiro dia da Mexico WindPower 2013 será composto por fóruns de discussão sobre temas relevantes para o setor, como as perspectivas de mercado para a indústria mexicana até 2030, oportunidades e desafios para o suprimento próprio, requisitos e soluções de financiamento, análise e medição de vento, experiências e perspectivas para os desenvolvedores e a evolução tecnológica das turbinas eólicas.
A programação do segundo dia de evento, 31 de janeiro, inclui painéis sobre os desafios e as estratégias para a construção de uma cadeia de suprimentos no México, a construção de parques eólicos, operação e manutenção, os desafios tecnológicos e econômicos para o desenvolvimento eólico além da região de Oaxaca, desafios e soluções para a rede, microgeração e pequena geração eólica e o potencial de cada estado para a expansão dessa fonte no país.

A Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica), instituição que congrega e representa o setor de energia eólica no país, estará presente na Mexico WindPower 2013. A mais importante feira e conferência de energia eólica no país acontece nos dias 30 e 31 de janeiro, no Centro Banamex, Cidade do México, e é organizada pelo Conselho Global de Energia Eólica (Global Wind Energy Council - GWEC) e a Associação Mexicana de Energia Eólica (Asociación Mexicana de Energía Eólica - A.C.).


O evento é composto por uma feira com 5.000m² de área, onde serão expostos produtos e serviços direcionados para a indústria de energia eólica. Simultaneamente à feira são organizados fóruns de debates com a participação de experts nacionais e internacionais, que desenvolveram soluções e tecnologias bem-sucedidas na utilização dessa fonte de energia.


No primeiro dia de evento, 30 de janeiro, a presidente executiva da ABEEólica, Elbia Melo, participará de um painel sobre a criação de políticas para o crescimento sustentável do setor, que será mediado pelo secretário geral do GWEC, Steve Sawyer. "Entre os poucos países no mundo que vêm apresentando crescimento nos investimentos em energias renováveis, o México se destacou no ano passado. As discussões da conferência surgem em um momento importante para os países em desenvolvimento, que mantém ou estão aumentando os investimentos, principalmente em energia eólica. O México entra agora para a lista na qual já estavam presentes a China, Índia, Brasil e África do Sul. Levar a experiência do Brasil e ouvir os demais países nesse evento é muito importante para o setor eólico brasileiro”, destaca Elbia Melo.


Além desse painel, o primeiro dia da Mexico WindPower 2013 será composto por fóruns de discussão sobre temas relevantes para o setor, como as perspectivas de mercado para a indústria mexicana até 2030, oportunidades e desafios para o suprimento próprio, requisitos e soluções de financiamento, análise e medição de vento, experiências e perspectivas para os desenvolvedores e a evolução tecnológica das turbinas eólicas.


A programação do segundo dia de evento, 31 de janeiro, inclui painéis sobre os desafios e as estratégias para a construção de uma cadeia de suprimentos no México, a construção de parques eólicos, operação e manutenção, os desafios tecnológicos e econômicos para o desenvolvimento eólico além da região de Oaxaca, desafios e soluções para a rede, microgeração e pequena geração eólica e o potencial de cada estado para a expansão dessa fonte no país.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar