acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia

ABEEólica acredita na contratação de 2mil MW no Leilão A-5

19/12/2011 | 17h28
Associação Brasileira de Energia Eólica avalia que a participação da eólica no Leilão de Energia A-5, que acontece amanhã (20) na sede da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), será muito importante para manter a sustentabilidade da indústria. Ao todo, 205 parques eólicos concorrerão no certame. Para a associação, a confiança dos investidores é fruto do ambiente favorável propiciado pelo esforço dos estados e de ministérios como o MMER e o MMA, no estímulo à geração de energia eólica no Brasil, o que acentua o otimismo para o desenvolvimento dos projetos.

Lauro Fiuza Jr., vice-presidente da ABEEólica, acredita que o setor conseguirá viabilizar mais de 2.000MW em usinas no certame. “A grande novidade é que, com as dificuldades que os projetos hidráulicos previstos para entrar estão enfrentando em relação a obtenção de licenças ambientais e a declaração da Petrobras de que não terá disponibilidade de gás para atender as térmicas, a eólica vai participar quase sozinha nesse leilão”, superando a meta do segmento, que entende que a continuidade da contratação anual de ao menos 2 mil megawatts é fundamental para garantir a sustentabilidade futura desta fonte na matriz elétrica brasileira.

Para a associação, o leilão também será a oportunidade de consolidação do setor no país em razão do seu modelo tecnólogico de  ponta e sustentabilidade. Alguns estados como, Piauí, Ceará, Rio Grande do Sul, Pará e Rio Grande do Norte já chamam atenção por conta do seu modelo de implantação da indústria eólica que envolve todos os agentes sociais e econômicos, otimizando os ganhos resultantes das usinas.

Hoje a fonte representa 1,16% da matriz energética com 65 parques em operação, totalizando 1.354,2 MW. Mais 35 parques estão em construção com um total de 94,7 MW. Para 2014, a projeção é que a fonte represente 5,4% da matriz energética com 281 usinas totalizando 7.321,30 MW.


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar