acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Evento

ABB apresenta novidades técnicas para a indústria de papel e celulose

06/09/2011 | 14h58
A ABB apresenta seu portfólio de soluções para aplicação em papel e celulose na exposição internacional do setor promovida pela Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel (ABTCP), que será realizada no início de outubro em São Paulo. A empresa mostrará, por exemplo, o estado da arte em automação elétrica que utiliza o protocolo IEC 61850, uma novidade em comunicação de dados que permite fazer o controle, proteção e operação de sistemas elétricos, através de um sistema digital de controle distribuído (SDCD) por meio de uma rede Ethernet. Vai exibir ainda soluções desenvolvidas para aplicação de eletrocentros na indústria de papel e celulose.

A companhia vai mostrar soluções em sistemas integrados de distribuição de energia e automação elétrica. “Recentemente, a empresa fechou três grandes contratos de fornecimento dessa solução com entregas previstas para os próximos dois anos”, informa Fernando Oliveira, gerente geral da área de papel e celulose da ABB para a América do Sul. També será demonstrardo o serviço de diagnóstico remoto com novos recursos como monitoramento 24h.

Os eletrocentros, normalmente utilizados nas indústrias de mineração e óleo & gás, serão apresentados em vídeos, mostrando o que está sendo desenvolvido para sua aplicação na indústria de papel e celulose. Trata-se de uma sala elétrica modular, pré-montada e testada, similar a um container, que oferece mobilidade e rapidez na partida de sistemas de distribuição de energia reduzindo significativamente os tempos de instalação e testes, principalmente, em projetos de plantas “greenfield”, mas aplicável também em expansões. “É uma nova opção nesse setor para determinadas áreas da planta, onde um ambiente mais agressivo ou as dificuldades de uma obra civil sejam caminhos críticos”, explica Oliveira.

Outra novidade apresentada é a nova opção de Centro de Controle de Motores (CCM) denominado MNS IS, que aumenta ainda mais a segurança operacional, expande os recursos de diagnóstico remoto e manutenção preventiva e facilita a interface com demais redes de comunicação de elétrica, além de apresentar dimensões menores. Além das vantagens em termos de segurança, este novo modelo de CCM foca em disponibilizar para a equipe de manutenção diversos recursos e informações para um diagnóstico preciso “on-line”, permitindo uma redução significativa no tempo de reparo.


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar