acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia

A geopolítica do gás natural

01/08/2014 | 09h58

 

De acordo com o relatório estatístico anual da energia mundial produzido pela BP (British Petroleum), o o Statistical Review of World Energy 2014, as reservas de gás natural provadas cresceram 19% atingindo um total de 185,7 trilhões de metros cúbicos (m³). 
Os dois maiores detentores de gás natural no planeta são a Rússia e o Irã, que possuem um terço das reservas estimadas do recurso: o Irã está à frente com 33,8 trilhões de metros cúbicos (m³) ou 18,2% do total mundial; a Rússia possui a segunda maior reserva do mundo, o equivalente a 16,8%.
Atualmente, a crescente tensão diplomática entre o Ocidente e a Rússia ameaça a alta do preço da energia russa, que abastece o continente europeu com o gás que atravessa a Ucrânia.
Atualmente, o Irã exporta o  gás natural para a Turquia, o seu principal consumidor. Diante da crise de abastecimento de energia, existe a possibilidade da Turquia escoar gás extra para a Europa através do oleoduto Trans Adriático.
De acordo com o relatório da BP, as dez maiores reservas de gás natural do planeta encontram-se no Irã, Rússia, Catar, Turquemenistão, Estados Unidos, Árabia Saudita, Emirados Árabes, Venezuela, Nigéria e Argélia, respectivamente.

De acordo com o relatório estatístico anual da energia mundial produzido pela BP (British Petroleum), o o Statistical Review of World Energy 2014, as reservas de gás natural provadas cresceram 19% atingindo um total de 185,7 trilhões de metros cúbicos (m³). 

Os dois maiores detentores de gás natural no planeta são a Rússia e o Irã, que possuem um terço das reservas estimadas do recurso. O Irã está à frente com 33,8 trilhões de metros cúbicos (m³) ou 18,2% do total mundial; a Rússia possui a segunda maior reserva do mundo, o equivalente a 16,8%.

Atualmente, a crescente tensão diplomática entre o Ocidente e a Rússia ameaça a alta do preço da energia russa, que abastece o continente europeu com o gás que atravessa a Ucrânia.

Atualmente, o Irã exporta o gás natural para a Turquia, o seu principal consumidor. Diante da crise de abastecimento de energia, existe a possibilidade da Turquia escoar gás extra para a Europa através do oleoduto Trans Adriático.

De acordo com o relatório da BP, as dez maiores reservas de gás natural do planeta encontram-se no Irã, Rússia, Catar, Turquemenistão, Estados Unidos, Árabia Saudita, Emirados Árabes, Venezuela, Nigéria e Argélia, respectivamente.



Fonte: Redação / Agência
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar