acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Oitava Rodada

A decisão de excluir Pernambuco da licitação do petróleo é política, diz senador

10/08/2006 | 00h00

O senador José Jorge (PFL-PE), ex-ministro das Minas e Energia, garantiu que a exclusão de Pernambuco e da Paraíba da oitava rodada de licitações para prospecção de petróleo, a ser feita em novembro, "não foi técnica" e a população dos dois estados espera uma explicação do Ministério das Minas e Energia. Os governadores dos dois estados pertencem a partidos de oposição ao governo federal e, segundo o senador, "deve ter havido alguma razão política" para a exclusão de última hora.

José Jorge disse que a Agência Nacional do Petróleo (ANP), que faz os estudos técnicos, chegou a informar, conforme notícias de jornais, que os dois estados entrariam na licitação, o que não foi confirmado agora pelo Conselho Nacional de Política Energética. A Agência Nacional do Petróleo vai licitar na oitava rodada 284 blocos, em 14 setores de sete bacias sedimentares.

- Todo mundo sabe que uma prospecção petrolífera gera emprego em regiões pobres. Depois, se encontrado petróleo e ele for explorado, há o pagamento de royalties aos estados - disse o senador.

José Jorge pediu que todos os senadores e deputados federais de Pernambuco e da Paraíba se unam para pressionar o governo federal a reconsiderar sua decisão.

O senador pernambucano lembrou que, desde o fim do monopólio da Petrobras na perfuração petrolífera, mais de 20 empresas nacionais e estrangeiras têm feito perfurações no país. Elas participam das licitações feitas pela ANP e muitas têm obtido sucesso e descoberto petróleo. José Jorge lembrou ainda que pequenas empresas têm ganhado licitações para explorar poços perfurados pela Petrobras nas décadas de 70 e 80 e, por causa da baixa capacidade de produção, ficaram inativos desde então. Ele foi apoiado em aparte pelo senador Roberto Cavalcanti (PRB-PB).



Fonte: Agência Senado
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar