acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Leilão

26º Leilão de Energia Nova (A-6) tem deságio de 38,7% e contrata 572,5 TWh

21/12/2017 | 07h51

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica - CCEE realizou nesta quarta­-feira (20/12) o 26º Leilão de Energia Nova (A-6), que movimentou ao todo R$ 108 bilhões em contratos, equivalentes a um montante de 572.518.389,600/MWh de energia. O preço médio ao final das negociações foi de R$ 189,45 por MWh, com deságio de 38,7% em relação aos preços-tetos estabelecidos, o que representou uma economia de R$ 68,5 bilhões para os consumidores de energia.

Ao final das negociações, foram contratados 63 empreendimentos de geração, sendo 49 usinas eólicas (691,8 MW médios), seis Pequenas Centrais Hidrelétricas – PCHs (71,3 MW médios), seis térmicas movidas a biomassa (102,6 MW médios) e duas térmicas a gás natural (1.870,9 MW médios), somando 2.736,6 MW médios de energia contratada.

Ao todo, os projetos que foram contratados totalizam 2.930,9 MW médios de garantia física e as usinas deverão iniciar o fornecimento de energia elétrica a partir de 1º de janeiro de 2023.

O preço médio final do leilão para as PCH's foi de R$ 219,20/MWh. No caso das usinas térmicas movida a biomassa, o preço médio foi de R$ 216,82/MWh, as térmicas a gás natural foram negociadas a um preço médio de R$ 213,46/MWh. Já para as usinas eólicas, o preço médio fechou em R$ 98,62/MWh.

Os estados com os empreendimentos contratados foram o Piauí (17 usinas), Rio Grande do Norte (12 usinas), Paraíba (9 usinas), Maranhão (4 usinas), Bahia (4 usinas), Pernambuco (3 usinas), São Paulo (3 usinas), Santa Catarina (2 usinas), Rio Grande do Sul (2 usinas), Rio de Janeiro (2 usinas), Minas Gerais (2 usinas), além de Mato Grosso, Paraná e Goiás com uma usina em cada estado.

Participaram do certame, como compradoras da energia negociada, 25 concessionárias de distribuição com destaque para a Cemig D (9,55% do total negociado), Coelba (9,1% do total) e Copel D (8,7% do total negociado). Os contratos são de 30 anos para as usinas hidrelétricas na modalidade por quantidade, 25 anos para as térmicas e 20 anos para as usinas eólicas.

InfoLeilão Expresso

As informações do 26º Leilão de Energia Nova A-6 estarão disponíveis no InfoLeilão Expresso, novo boletim informativo da CCEE que leva ao mercado o resumo dos resultados dos leilões de contratação de energia nas primeiras 24 horas após a conclusão dos certames. O boletim é publicado apenas em formato digital e em duas versões (português e inglês). O objetivo é atender públicos do Brasil e do exterior que aguardam informações oficiais sobre os resultados dos leilões para realizar tomadas de decisão.

 

 



Fonte: Redação/Assessoria CCEE
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar