acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Bioeletricidade

2009: maior oferta veio da biomassa de cana

22/01/2010 | 09h29
A bioeletricidade gerada através da biomassa de cana-de-açúcar foi a principal forma de energia elétrica que entrou no mercado em 2009, deixando para trás outras formas tradicionais de eletricidade como a produzida por termelétricas, pequenas centrais hidrelétricas e até usinas hidrelétricas. De acordo com relatório divulgado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a energia produzida por cogeração totalizou 1.112,19 MW de potência instalada em 2009, 31% do total instalado no período, que ficou em 3.565,1 MW.


"O resultado é bastante positivo e mostra que o setor conseguiu entregar a energia de biomassa vendida nos leilões apesar da crise que afeta o setor", disse Zilmar Souza, Assessor de Bioeletricidade da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica).


Depois da bioeletricidade de biomassa, foram as termelétricas que colocaram mais energia nova no sistema, com 1.111 MW de capacidade instalada. As hidrelétricas totalizaram 610,9 MW de nova capacidade no mercado, as pequenas centrais hidrelétricas ficaram em 464,32 MW e as eólicas em 266,93 MW.


O volume de bioeletricidade disponibilizado pelo setor sucroalcooleiro em 2009 é praticamente o dobro dos 612,2 MW registrados em 2008. "Com a energia nova disponibilizada pelas usinas de açúcar e etanol em 2009, o total de capacidade do setor já soma 4.634 MW, produzidos em 289 usinas", disse.


A Aneel calcula que, em 2010, a energia elétrica de biomassa a ser incluída no sistema irá aumentar ainda mais, totalizando 2.865 MW.


Fonte: Jornal do Commercio
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar